domingo, 28 de setembro de 2014

Espiritualidade online

Eu sou de um tempo em que pai de Santo atendia no tete a tete. Pá, pum. Ao vivo, quer dizer, não muito vivo, mas na nossa frente.
De uns tempos pra cá tenho ouvido tanta coisa, que se bobear, estou acreditando em saci e mula sem cabeça.

O que aconteceu foi que uma amiga comentou que estava fazendo terapia floral via skype. Você senta em frente ao computador, fala um pouquinho de você, e a psicóloga te passa um floral para tratar a causa que lhe aflinge. Prático, rápido e indolor.

Em tempos que fazemos sexo pela internet, o que pra mim já é uma revolução e tanto, agora podemos cuidar da alma também.

Podemos em um clique consultar um médium (sim, eles estão online), um psicólogo, um garoto de programa, ou qualquer outra coisa que queiramos.

Entrei no site do médium. Ele estava online. A música é daquelas de filmes de terror. Toda uma atmosfera para que em um clique eu saiba todo meu futuro. Juro, fiquei tentada. Olhei, passei o mouse, peguei meu cartão de crédito, olhei de novo, e sai correndo para escrever um texto no blog. Ter meu cartão clonado porque consultei um médium pela internet, é humilhação demais.

Sou do tempo da Macabea. Macabea levantou, foi lá na casa do chapéu, consultou uma médium chinfrim, e morreu feliz da vida com as mentiras que a médium contou. Está certo, Macabea. Não trairei você. Se eu decidir consultar os astros, farei sempre no tete a tete.  Encarando o "futuro".

E cá estou eu pensando. Pôxa, R$ 25,00 por e-mail, R$ 2,99/por min no chat. Me garantiria tão boas risadas. Mas e o medo de clonarem meu cartão?

Acho que vou parar com isso, acender uma vela online para o meu anjo da guarda, e ler um livro que eu ganho mais...

R$2,99/por min no chat...

Nenhum comentário: