segunda-feira, 5 de maio de 2008

Radar

São Paulo em breve terá mais radar do que carros. E olha que esta afirmação é assustadora.

Recebi por e-mail a lista dos futuros radares.

Este da foto ao lado é o
guard rails, também conhecido como arapuca. Ainda estão em teste.

1) Av. Rio Branco x Av. Duque de Caxias;
2) Av. Brasil x Rua. Veneza;
3) Rua Tabapuã x Rua Dr. Renato Paes Barros;
4) Av. Do Estado x Av. Santos Dumont;
5) Rua Jeroaquara x Rua Clélia;
6) Rua Bom Pastor x Rua dos Patriotas;
7) Av. Francisco Matarazzo x Av. Antártica;
8) Av. Diógenes R. de Lima x Av. São Gualter;
9) Av. São João x Av. Ipiranga;
10) Av. Brasil x Rua Colômbia;
11) Rua Dr. Plínio Barreto x Rua Rocha;
12) Rua Rui Barbosa x Rua Conselheiro Carrão;
13)Av. Eusébio Matoso x Rua Bento Frias;
14) Rua Taquari x Rua Catarina Braida;
15) Av. Santo Amaro x Av.Dr. Hélio Pellegrino;
16) Av. Afrânio Peixoto x Rua Alvarenga;
17) Rua Antonio de Barros, altura da Rua Aguapei.
18)Av. Esc. Politécnica, Altura da Ci. Alb. Cavalcanti;
19) Rua Boa Vista, Altura da Rua São Bento;

20) Av. Esc. Politécnica x Rua Waldemar Roberto.

4 comentários:

Eder disse...

Ainda não tenho carro. E acho que não to perdendo nada né?!
Beijo.

A esdrúxula epopéia disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Finito Carneiro disse...

É o que eu digo e repito: "Vamos nos mudar para a Ilha do Mel, lá não entra carro!"

Camargo disse...

Sou motorista e não sou contra os radares.
Cada vez que estou no transito, dirigindo ou não, vejo cada "locura" que os motoristas fazem que as vezes o cabelo fica em pé (acho que pra sair correndo), é muito desrespeito.
Em principio as normas de transito são para facilitar o transito.
Eu respeito as velocidades, se quero chegar cedo, saio mais cedo, se me atrasei não fico culpando os cemafaros, ou os limites de velocidade da via ou o motorista que esta respeitando as leis, "Eu" me atrasei, que culpa tem o outro a minha frente ?? assim como os "malucos de plantão", que responsabilidade tenho sobre os problemas deles ??
O principal problema que vejo, e não só no transito, é a grande falta de respeito ao outro, viver em sociedade exige como condição o respeito.