domingo, 4 de maio de 2008

Inveja mata. Então morra.

É impressionante como tem gente que se considera altamente invejada.
Dei uma olhada agora no meu messenger e umas cinco pessoas usavam frases desmoralizando os invejosos.

- Inveja é falta de capacidade.

- Sua inveja faz o meu IBOPE.

- Inveja é uma merda.

- Inveja de mim
? Entra na fila.

Parei cinco segundos, e pensei. Meu Deus, quanta gente fodidona eu tenho entre meus contatos!
Gente que merece ser invejada, admirada, idolatrada salve salve. Eu não sabia que eu era tão bem relacionada. Foi aí que eu percebi que eu não era tão bem relacionada assim.
Das cinco pessoas, não converso com ninguém. Sendo assim, decidi deletar. Um invejoso a menos na lista dessas "celebridades".

Aposto meu mindinho que ninguém admite ter esta fraqueza. Ninguém gosta de admitir que em algum momento foi invejoso. Se ninguém é invejoso, porque nunca admite que é. Quem inveja essas pessoas do meu messenger?

Em compensação, todo mundo nos inveja. Quem nunca leu adesivos de carro como: “não me inveje, trabalhe”. Nunca vi um adesivo desses colado em uma ferrari. Sempre é uma variant, passat, brasília, e assim vai. Li esses dias um complemento para este tipo adesivo - Inveja é uma merda. O meu carro também.

Às vezes é duro ver que seu chefe ganha muito mais que você, e não faz porra nenhuma.
Perceber que sua prima faz diversas viagens ao exterior, usa as melhores roupas e sapatos, fala cinco idiomas, e não trabalha por opção.

Enquanto você acorda cedo, pega ônibus, luta pelo espaço no trem, aguenta aqueles perfumes fortes pela manhã, e de axilas no final do dia, tem um filho da puta (normalmente o dono da empresa) que acorda às 11:00, chega ao meio-dia, e ainda tem a capacidade de dar "bom dia", e está com o rabo cheio de dinheiro.

Sabe, tem situações que a inveja acontece, mas ninguém assume.

Mas neste momento você tem que se mostrar um ser humano melhor. Transformar a inveja em um sentimento bom - admiração - por exemplo.

Vaidade é um sentimento tão feio quanto a inveja. Mas os invejados nunca pensam nisso.

Que atire a primeira pedra quem nunca sentiu inveja. E, se as pedras vierem, acho melhor eu mudar de planeta. Aqui já não existe espaço pra mim.

5 comentários:

Alan disse...

Já senti inveja... rs... Admito... rs

Felipe Paranhos disse...

Resolvi olhar meu MSN. Havia duas 'invejadas'. Ambas feias, ambas 'de família', ambas da família. Fiz uma interseção dos critérios da Vi e do Rodrigo: inveja no nick + três meses sem nenhuma conversa decente... Enfim, no próximo almoço de domingo, vão me perguntar, como quem não quer nada, se eu tenho entrado no msn.

Finito Carneiro disse...

Na infância, eu e um amigo colecionávamos "Zé Carioca". Certo dia, o pai dele deu uma assinatura de presente. E assim, todo mês ele passou a receber, no conforto do lar, as tais revistas. E eu tinha que correr às bancas para garantir a minha!
Hoje somos os melhores amigos do mundo.

Mas confesso que ainda não engoli aquela porra de assinatura...

Letícia disse...

Todo mundo sente inveja. Eu fico esperta para detectá-la em mim. É claro que às vezes sinto. Diria que a inveja não identificada e reprimida é um perigo. Sendo bem psicanalista de boteco: tem um monte de gente aí com inveja projetada. Eu sinto, mas é feio, então é melhor colocar no outro. É ele quem sente inveja de mim e não o contrário. Taí esse monte de gente se orgulhando de ser invejado nos MSN e orkuts da vida.
Bjos, Vivi

Marcos Bonilha disse...

Todo mundo sente, mas não admite. Parece que se minimiza diante da situação do outro, ao invés de buscar ser alguém melhor e ser feliz com o que tem.
É muito chato isso.