domingo, 24 de agosto de 2014

Você sente amor, paixão ou carência?

Existe um teste para saber isso. E sim, eu comecei a fazer. Antropologia. Sempre uso a antropologia como desculpa para pesquisas imbecis.

Mas todas as mulheres do universo, em algum momento da vida, fez um teste de revista. E se não fez, não é mulher. Porque mulher que é mulher, já fez teste da Cláudia, Capricho, Atrevida, ou seja lá qual for a revista. Nem que seja por gozação. Afinal "Que personagem da Glória Pires você é? " não é um troço a ser levado a sério.

Cheguei ao teste com esta dúvida. Carência, amor, paixão ou o quê?
O que está acontecendo? Cantei músicas do Balão Mágico, Trem da Alegria, e tudo que me lembrava do amor, paixão, para encontrar uma explicação.

"Cola seu retrato no meu, pra ver se cola", lembra? - Trem da Alegria, pô.
Nada. Nenhuma iluminação.

Como saber de uma coisa dessas?

Na vida real não existe teste que dê jeito. Não tem livro com resposta. E não adianta jogar no Google porque não virá nada que resolva este dilema.

Agora não sei que diabos é. Só sei que penso o dia todo neste homem.



Nenhum comentário: