quinta-feira, 22 de janeiro de 2009

Amor ou paixão?

É estranho olhar para alguém que nos fez companhia por tanto tempo e não reconhecer mais os mesmos sentimentos que eu tínhamos quando conhecemos a pessoa.
Continuar gostando, mas não sentir mais os calafrios, a vontade de estar sempre junto. Quando diziam que a paixão acabava, eu nunca imaginei que a sensação fosse tão desconfortável.

A paixão acabou, mas o amor permaneceu. E por mais que o amor seja um sentimento nobre, acho que prefiro a paixão.

Gosto da sensação de arrepio, dos pensamentos diários, do medo de perder, o desafio da conquista diária, o turbulhão de sentimentos difusos e inconsistentes.

E quando a paixão se transforma em amor, as relações ficam mais difíceis de ter um ponto final.
De certa forma você conviveu muito bem com aquela pessoa, teve momentos lindos, e não tem motivos para querer que a sensação tranquila e gostosa de um amor suma. Mas mesmo assim, não pára de pensar na maldita paixão.

Acho que há pessoas que são apaixonadas pela paixão, e essas pessoas jamais conseguem se desvencilhar desta inquietude.

Um comentário:

Anônimo disse...

Acho que vc sente o que 95% das pessoas sentem. Mas concordo com vc: é difícil se desvencilhar do amor. Mas que a paixão é muito mais gostosa, ah..., isso é!!
Palavras de uma mulher que ama...mas sente uma falta terrível da paixão.