sexta-feira, 1 de agosto de 2008

Difícil entender

Parecia uma piada de péssimo gosto. Mas infelizmente não era.
Ouvir que você não fará mais parte dos meus dias nunca mais foi a pior notícia dos últimos tempos.
Os jovens não deveriam morrer. Ainda mais alguém tão jovem quanto você.

Aquela pessoa que estava ali, estática, sem nenhum sorriso para oferecer, não era você.
Pentearam seu cabelo de um jeito que você não gostava, lhe vestiram com uma camisa que em sã consciência você nunca usaria.

Faltou o sorriso. Faltou o brilho nos olhos, as piadas, os comentários sem noção. Faltou a pessoa que me fazia rir com facilidade.
Difícil acreditar no que os olhos viam.

Às vezes a vida é tão ilógica que dá até medo.

Você foi embora.
Alguns dizem que para um lugar melho. Outros dizem que você descansou. Mas descansou de quê
?
Como uma pessoa feliz, cheia de vida, entusiasmo, descansa
?
Se eu soubesse a resposta, questionaria quem decidiu que sua estadia aqui na Terra acabaria assim de forma tão rápida.
Disseram que os bons vão embora cedo. Talvez você deveria ter sido mau.
Talvez assim você não teria deixado tanta saudade.

Parece que vou acordar e perceber que tudo foi um pesadelo.
Você vai chegar na minha sala, brigar comigo, como sempre fazia, dar uma gargalhada e dizer que nos enganou direitinho. Desta vez eu nem me importaria.

A única coisa que consigo pensar neste momento é que seja lá onde você estiver agora, está rolando uma grande festa. Porque é assim que todos nós lembraremos de você, uma pessoa que levava alegria por onde passasse.

Adeus, "queri".

6 comentários:

fernando baião disse...

Recentemente, foi-se embora desta vida uma pessoa muito chegada a mim, ataque fulminante do coração, não sofreu.Nunca tinha sonhado com ele, pelo menos que eu me lembre e na noite da sua despedida, sonhei que ele tinha voltado e perguntei-lhe qual a razão de ter enganado os médicos e a nós. Mas ele não respondia, fugia de mim, tentava esquivar-se, até que foi para o quarto e deitou-se na cama onde estava morto.Acordei com uma sensação esquisita, percebi que veio se despedir de mim, pois no momento da sua morte eu não estava presente.Paz à sua alma.

Adinha disse...

Oie....teu blog eh muito bom....textos bacanas demais...
Ah Vivi.....quando as coisas acontecem...sem motivos ou razões pra gente entender....restando dúvidas e saudades....são peças pregadas pela vida....

bju!!!

Alan disse...

Sinto muito. Beijus.

delazari disse...

parece o que eu gostaria de ter escrito ha um ano e poucas semanas atras..

Rodrigo Borges disse...

Lágrima.

Felipe Atch disse...

Sinto muito!