quarta-feira, 5 de março de 2008

Experiência Antropológica

Acabou. Passei uma semana no site de relacionamento.
Toda vez que o site me mandava um e-mail, eu checava. Li todos com carinho e afeto. Mas não deu. Hoje acabou a experiência.

Recebi 37 e-mails. Conversei com 12 pessoas. Não sai com ninguém.

E eu descobri porque. Nada, ao menos pra mim, substitui o cara-cara. E como você não conhece a pessoa, não tem aquele lance de olhar, pele, e tudo mais que uma paquera real proporciona, fica muito mais fácil descartar. Qualquer coisa é motivo para deletar e bloquear.

Chegou um certo momento em que, sem mais nada para reprovar, eu comecei a avaliar o signo da pessoa. "Virginiano, não serve". "Leonino, não vai dar certo!". "Hum aquariano, pode ser".

Podia ser o Antônio Bandeiras. Se escrevesse: gata, princeza, mulher dos meus sonhos, quizer, naum, estrovertido e dentre outras coisas, estava descartado. Quando em um encontro pessoalmente eu saberia que o cara escreve "quiser" com z ?

Posso estar errada, mas este negócio de site de relacionamento, ao menos pra mim, não funciona.

Para participar deste tipo de site, a pessoa tem que ter uma paciência de Jó. E muita, muita, muita, muita, vontade de desencalhar, o que não é o caso ainda.

Um comentário:

Isabela disse...

Leonino, não dá certo! Meeeeesmo! Eles só pensam neles! São os reis! E foda-se o resto!....rs