sexta-feira, 2 de maio de 2008

Pobre Ronaldo, caiu no conto do traveco

O cara queria se divertir. Agora vai pagar bem caro por isso.
O que não pegou bem, de verdade, foi o fato dele ter dito que confundiu o travesti com uma mulher.
Nem minha pobre vovó, quase cega, confundiria.

Vai ter que aguentar piadinhas de duplo sentido: "Ronaldo voltou a treinar com bola".
Vai ser sacaneado pelos colegas de profissão.
As pessoas vão começar a duvidarem de sua opção sexual.
As ex-namoradas vão aparecer em algum programa freek dizendo que ele não dava no couro, que tem um pinto pequeno, e tudo aquilo que sempre acontece em escândalos sexuais.

As coisas poderiam ser menos óbvias.
Se o cara gosta de achar que está saindo com uma mulher com pênis, é problema dele.
Se deu alguma coisa, era dele, tinha todo o direito.
Isso o faz uma pessoa pior?

Tem muito homem metido a machão que já contratou serviços parecidos. Mas no final de semana, com os amigos, vai criticar Ronaldo. Vai tomar cerveja e falar que o cara não é mais o mesmo.

A única classificação que eu tenho para Ronaldo - ingênuo.
Dizer que confundiu cobra com aranha, ficou feio.
Pagar R$ 1.300,00 num programa é de lascar. Ainda mais por um traveco feio.
Pegar este tipo de profissional na rua, foi muita burrice.

Provavelmente o cara perca patrocinadores. Não fará campanha nem de picolé. Bem, de picolé pode ser.

A imagem de Ronaldo sempre esteve associada ao esporte, garra e profissionalismo. Pra mim, nada muda. Mas para o resto do mundo, não pegou bem.
Agora é a hora de erguer a cabeça e dizer: A bunda é minha, e eu dou para quem eu quiser. Mas ele é o Ronaldo, e isso não vai pegar bem. Deve ser um saco ser celebridade.

7 comentários:

Finito Carneiro disse...

Ei, lembre-se que ele é brasileiro e não desiste nunca! Nem com um traveco atrás dele...

fernando baião disse...

Sou fã dos Blogues Kianda, Migas com Jindungo e Casa de Luanda, vim dar uma olhada no seu e gostei. Tive em S.Paulo há cerca de um mês, mas chovia muito, dei uma saltada a Salvador da Bahia e mergulhei no mar.Passaram já uns anos e um grupo de angolanos foram ao Carnaval e deram um salto a S. Paulo, estiveram no Hotel Maksoud. Um deles pegou uma moça bem bonita de peitos altos e bunda de deixar homem e (mulher) babados. Nos preliminares, já no quarto o meu amigo descobriu que a boazona era homem. Gritos e mais gritos, fora dizia o meu amigo.Me paga, dizia a ela(ele?). Nunca, dizia o angolano. Vou chamar a polícia dizia a parceira(parceiro?). A recepção do hotel falou, Dotô, é melhor pagá, se não Dotô vai preso.
Pagou e não bofou, com diz o portuga. Acordados, fomos beber uns birinaites(uisques, cerveja,etc) e o meu amigo só comentava,mas, meus, era mesmo uma braza, se calhar era melhor ter ficado com ela ou ele.Se o arrependimento fosse flôr, Angola era um jardim. Fica bem

F. disse...

Caraca, e eu que nem tava sabendo que o negócio do Ronaldo agora era levar bola nas costas...

Fuser disse...

pra mim!!! ele tava de saco cheio de ouvir sobre o caso da menina Isabela... ai foi lá e deu outra novidade pro povo comentar haha!!
bj!

fernando baião disse...

O mundo tá a ficar ao contrário. Podem me dizer algo sobre o caso da menina Isabella Nardoni, que dizem foi atirada pela janela pelo pai e madrasta, em S. Paulo?

Vivi disse...

Fernando, seja bem-vindo! Vou tentar resumir.
O caso da menina Isabella aconteceu faz mais de um mês. Uma menina de 5 anos de idade foi atirada do sexto andar. A polícia diz ter sido o pai e a madrasta.Eles negam. Afirmam que uma terceira pessoa entrou no apartamento. Até então, todas as provas levam ao pai e a madrasta. Desde o fato, não se fala em outra coisa.

fernando baião disse...

Obrigado Vivi. Com o que se passou em Portugal com a miuda inglesa. Madie, com o pai austríaco, que sequestrou a filha durante 20 anos e lhe fez sete filhos, incenerando um bebé que morreu à nascença e agora a vossa miuda atirada dum sexto andar, o mundo está mesmo louco. Já não tem nada a ver com o terceiro, segundo ou primeiro mundo, estão doidos varridos. Porque será?