sexta-feira, 22 de fevereiro de 2008

O caderno tilibra

Ganhei um caderno tilibra da minha mãe.
Achei a coisa mais fofa deste mundo. Como já disse aqui, estou numa fase meiga.

Depois de quase quatro anos, vou voltar a estudar.

Não comprei a mochilinha, nem os lápis coloridos, muito menos uma pasta de algum personagem de desenho animado. Não tenho mais idade para isso. Mas se eu tivesse...

Lembro que eu adorava arrumar o material para o primeiro dia de aula. Depois virava uma zona só.
E ir na papelaria??? Era uma festa. Eu contava os dias para isso.
Escolhia o que estava na moda só para mostrar para as amigas.
E a minha coleção de lapiseiras? Aquilo era um primor. Até hoje gosto de lapiseiras. E quanto mais fina a ponta, melhor.

Sei que o tempo passou e eu não uso mais nada temático. Mas a sensação de voltar a estudar é quase a mesma do colégio.

Sábado começo a Pós-Graduação. Resolvi que quero ser acadêmica. Assim como já resolvi que seria astronauta, jornalista, caixa de supermercado, comissária de vôo, instrutora de automóvel, cantora, dançarina, atriz. Não, nunca quis ser modelo. Muito menos Miss.

4 comentários:

Isabela disse...

Vivi! Como é a capa do caderno Tilibra de hoje? Na minha época de colégio, eu tinha uma amiga que era modelo da capa do caderno. Pode uma coisa dessa? Ela era tudo! Quanto a essa história de material escolar, acho que é coisa só de menina mesmo... Até hoje, assim como você, na pós, eu vou as compras de caderno, canetas, canetinhas...

Rodrigo Borges disse...

Não ganhou lápis coloridos? Que triste!

Vivi disse...

Xi, Isabela, só agora notei o desenho. É um caderno universitário Capricho! rs
Rodrigo, desta vez não. Realmente, muito triste. Mas acredito que eu não vá usar este ano.

Falcon disse...

pois é vivi eu tb não superei essa fase...virei professor e um dos maiores prazeres da profissão é todo incício de ano comprar essas besteiras...
tudo novo pra sentir q tudo vai ser diferente e melhor..rs
um abraço